Fora do Comum

Essa semana descobri o que é possível fazer quando se tem tempo, equipamento, e a vontade de sair do lugar comum.

Tive uma gravação com o Beto Paciello no Estúdio Mosh, em São Paulo. O CD era do Fábio Rabello, e o técnico era o Paulo Penov.

Diferentemente de outras gravações, o baixo foi gravado em overdub, quando já existe uma base pré-gravada. Ou seja, 2 dias só para mim!

Outro ponto diferente foi o fato de usarmos o baixo ligado em 2 cabeçotes, um Hiwatt e um Ampeg (ambos muito antigos), indo para uma caixa Ampeg 8x10 microfonada. A isso, era somado um canal em linha, passando pelo Bass Pod, sem simulação de amp.

Foram 2 dias sensacionais, onde pudemos fazer o que nunca conseguimos quando gravamos com outros músicos. Pudemos testar a sonoridade de vários instrumentos, e como cada um funcionava com determinada música, assim como o timbre dos amps.

Do mesmo modo foram criadas as linhas. O ambiente criativo tomou conta do estúdio: "conto com a sua criatividade", foram as palavras do Beto antes da gravação. E assim foi. Algumas linhas levaram mais tempo, mas o foco era a diferença, e isso nem sempre aparece na primeira idéia.

"Quem não come mel, quando come se lambuza." Esse ditado me acompanhou durante esses 2 dias. Acostumado a gravar junto de outros músicos, onde tudo é mais rápido, quando vi o baixo como centro das atenções, o controle de qualidade ficou muito alto: "vamos gravar mais uma dessa", dizia. "Mas essa ficou legal", respondia o Beto. "Só mais uma", pedia. E por aí seguia. Mas a vontade de criar, de tentar outras coisas, sair da zona de conforto, tirou a timidez que geralmente tenho em me expor.

Por essas e por outras mais (poderia ficar um bom tempo relatando tudo o que aconteceu), essa foi uma gravação que me marcou. Espero ter outras dessas, com certeza. Por hora, fica o "gostinho" de algo muito bom que aconteceu.

Abraço,

Claudio

Comentários

Lordg@tor disse…
grande claudião...............
cara, parabéns pelo sucesso e empenho profissional. Vc merece, que Deus te abençoe grandemente e saiba que sou seu fã de carteirinha.

To passando também pra pedir uma ajuda, chegou o momento de me render aos baixos do Ladessa..... to querendo marcar um dia pra ir lah na oficina e queria saber se você pode ser meu guia, mas tenho condição de ir num sábado.

Se lembrar de mim, me manda um e-mail no lordgator@gmail.com e conversarermos melhor.

Isso se você lembrar, porque na minha opinião, é com certeza e com folga um dos melhores baixistas do mundo dos graves no Brasil.


Abração

Postagens mais visitadas