Por Que Parei de dar Aulas?

Dei aulas de contrabaixo durante 23 anos, comecei depois de 1 ano tocando.
De 3 anos para cá, parei de dar aulas semanalmente, por falta de tempo. Mas na verdade, pensando bem, não foi só por isso...
Depois de tanto tempo dando aulas, percebi que a maioria dos alunos vem estudar com uma visão totalmente equivocada sobre o assunto. Geralmente, pensam que o simples fato de ter um professor irá fazê-los aprender, como por osmose. Colocam a carga sobre o professor, e se isentam de qualquer resposabilidade de estudar, praticar, etc.
Cansei de ver alunos que, semana após semana, chegavam ser ter pego o contrabaixo, sendo o único momento de prática aquela 1 hora de aula.
"Ok. Então vamos estudar o que te passei semana passada", digo.
"Não, passa alguma coisa nova, que essa semana eu estudo".
Aí vem o dilema: se eu passo algo novo, semana seguinte a situação será a mesma (nenhum estudo e acúmulo de matéria), aí o aluno ainda tocará muito mal, e ainda dirá que está fazendo aula há 1 ano comigo!
Por outro lado, se fico martelando o mesmo assunto semanas a fio, provavelmente o aluno não voltará no mês seguinte, fato comprovadíssimo ao longo dos anos, além de falar que parou de ter aulas comigo porque eu ficava enrolando!
Para piorar, a quantidade de "professores" cujo "método de ensino" se resume em passar uns licks do baixista preferido, sem a mínima preocupação em teoria musical, conceitos sólidos, etc, é enorme. Basta ler algum anúncio sobre aula: não se engane, a parte teórica fica no papel, nunca passa para os dedos.
Então, para não estressar mais, e graças a Deus por estar com o tempo praticamente tomado com gravações e shows, decidi parar de dar aulas.
Fiquei pensando sobre o assunto porque ontem, depois de muito tempo, dei uma aula avulsa aqui em casa, e foi bem legal. Infelizmente, aulas como essa são raridade hoje em dia.
Abraço,
Claudio

Comentários

felipebassist@hotmail.com disse…
quero uma aula avulsa conversar com vc ia ser importante para eu !
vinicius almeida disse…
Claudio boa tarde tudo bom mano?
fico feliz em saber que vc gostou da aula de ontem pq eu adorei rsrs.....
ja imprimir aquela postila que vc me mando por email e ja estou tentando estudar. rs...
agradeço que vc tenha aberto essa exeção pois garanto que vc nao vai se arrepender.
eu demorei muito pra tomar a decisão de fazer aula mais sei que foi na hora certa e com o professor certo, muito obrigado
t+ abrçs.
Gui Stutz disse…
Cara, você é o melhor professor de música que já tive. E, entendo o que vc fala e falou... é muita verdade!
Alexandre Dias disse…
Cara também entendo porque dou aulas de baixo e realmente tem momentos em que isso se torna Uma Session From Hell (como você diz a respeito de gravações sinistras).
Mas o pior é a S.F.H. se repetindo semanalmente.
Agora uma coisa é certa: como tem Prof ruim também hein! Na boa estou procurando um decente e não acho.(se soar como um pedido pra fazer aula contigo é isso mesmo rsrsrsrsrsrsrs!!!)
Explico: tocar bem é uma coisa ensinar é outra.

Passar uma quantidade de matéria que uma pessoa normal, estudando entre 6 e 8 horas por dia, consegue dar conta de 20% do conteúdo não é dar aula boa, é exagero e falta óbvia de didática. E o pior: na outra semana o cara nem sabe seu nome, nem sabe o que deu de matéria aí passa outro assunto que não tem ligação nenhuma com o anterior e mais 1 tonelada de matéria... Conclusão: em 1 mês você tem 4 matérias sem nenhuma ligação em uma quantidade absurda de material que dá pra estudar 2 anos.
E falta de respeito: o cara falta e não te avisa, aí você chega pra fazer aula depois de uma hora no trânsito (e o pior quando é de busão!) e fica por isso mesmo...
Aí consegue faltar 3 vezes em seguida mesmo você implorando para pelo menos dar uma ligada ou mandar um e-mail. Lógico que se Prof toca muito vai faltar para gravar, ensaiar ou tocar, mas não precisa também sacanear o aluno né!

Fica como desabafo e reflexão para todos que dão aula de música, até porque além de tudo educa os próprios alunos a fazerem igual!

Postagens mais visitadas